De uma forma bem simples, a impotência sexual nada mais é do que a impossibilidade de ter ou de manter uma ereção que seja suficiente para que se mantenha uma relação sexual.

Acontece que para que uma ereção ocorra, existem várias estruturas corporais que são exigidas. Por isso mesmo é que a diabetes pode ter uma forte influência nessa questão da saúde masculina.

Por isso vamos entender um pouco mais sobre o assunto logo a seguir.

Diabetes causa impotência sexual?

O diabetes pode sim ser uma das causas da disfunção erétil, principalmente quanto o problema não é tratado corretamente e os níveis de açúcares no sangue ficam fora de controla.

Isso acontece porque esses níveis elevados levam a uma variedade de alterações nos vasos sanguíneos, bem como nos nervos que ficam na região do pênis.

Assim, ocorre a falta dos fatores mais importantes para que se tenha uma ereção, que é o estímulo e também a circulação sanguínea da região.

Por isso, o homem passa a não conseguir ter uma ereção e quando esse quadro se torna recorrente, ele configura um quadro de impotência sexual.

O mais importante é estar sempre com a diabetes controlada, seguindo as recomendações do médico para evitar que haja complicações graves, inclusive em outros aspectos da saúde.

E se você deseja melhorar o desempenho sexual usando um estimulante natural, é recomendado fazer o uso do casa nova que é um produto natural para impotência.

A impotência por diabetes é definitiva?

Pois bem, essa é uma questão que precisa ser avaliada individualmente, pois nem sempre a impotência causada pela diabetes tem cura ou reversão total.

A possibilidade de curar o problema está diretamente ligada com a gravidade com que o vaso foi afetado. Em casos mais graves, mesmo que haja tratamento, há uma possibilidade de que não se possa reverter a condição.

No entanto, só se pode saber isso tentando, realizando o tratamento corretamente e esperando pelos resultados.

Controlar o açúcar no sangue, a pressão arterial, manter-se em um peso saudável e adotar uma alimentação equilibrada também pode fazer toda a diferença para ajudar a recuperar-se do problema.

Isso vale especialmente nos casos mais brandos, que a chance de reversão da impotência sexual é bem maior.

Mais do que tudo isso, o médico ainda pode recorrer a alguns tratamentos mais específicos, tais como:

  • Prática de atividade física regular, com caminhada intensa 3 vezes na semana
  • Uso de medicamentos vasodilatadores, como a tadalafina e sildenafila
  • Implante de próteses penianas semi-rígidas, que são recomendadas em casos mais graves apenas.

O mais importante é que cada caso seja avaliado individualmente, mas saiba que mantendo condição controlada, a impotência por diabetes nem sempre é definitiva!